Vereador Flavinho do Açougue entrega pedido de verbas para cirurgias eletivas diretamente para o Ministro da Saúde

O vereador agradeceu o trabalho que o Deputado Federal Milton Monti vem realizando para Ourinhos

18/12/2017

Durante a última Sessão Ordinária do ano da Câmara Municipal, realizada na segunda-feira, 18, o vereador Flavio Luis Ambrozim “Flavinho do Açougue” (PMDB), ressaltou em seu pronunciamento que no final de semana anterior teve um encontro, agendado pelo Deputado Federal Milton Monti, com o Ministro da Saúde, Ricardo Barros, e entregou em mãos um ofício solicitando recursos para a realização de cirurgias eletivas.

Segundo o documento entregue, no momento 1500 pessoas estão na fila de espera aguardando cirurgia. “Estive em uma reunião na Unesp de Botucatu, que contou com a presença do Deputado Federal Milton Monti e do Ministro Ricardo Barros. Aproveitei a oportunidade para entregar esse pedido diretamente ao Ministro e esperamos seja atendido, pois os ourinhenses não aguentam mais sofrer”, disse o vereador.

Flavinho ressaltou que a fila de espera tem aumentado e que a situação ajuda o sistema de saúde da rede municipal ficar sobrecarregado. “As pessoas que estão com a saúde debilitada, por causa da espera das cirurgias eletivas, acabam tendo que constantemente ir até a UPA, Santa Casa e posto de saúde. Essa situação não pode continuar, é preciso resolver e zerar essa fila de espera”.

O vereador também agradeceu o trabalho que o Deputado Federal Milton Monti vem realizando para Ourinhos. “São muitos anos enviando recursos importantes para a cidade. Já conseguimos quadra poliesportiva coberta, equipamentos para a Santa Casa, recursos para infraestrutura, principalmente recape e, há pouco tempo, o Deputado nos ajudou com a destinação de R$500 mil para a saúde, verba que muito em breve estará disponível”.

Outra novidade que Flavinho contou é que graças ao trabalho do Deputado Milton Monti, serão destinados R$6 milhões por ano para o hospital da Unesp de Botucatu. “Isso é muito bom para toda a região. Muitos ourinhenses fazem tratamentos em Botucatu e, com certeza, o número de vagas poderá aumentar e o atendimento ficará ainda melhor”, finalizou.