Presidente Enfermeiro Alexandre orienta população que tem pedido de medicamento de alto custo negado

Presidente da Câmara Municipal ressaltou que o direito à saúde é constituído por lei e as medicações de alto custo devem ser fornecidas pelo Governo do Estado

29/03/2019

Enfermeiro Alexandre falou durante a 8ª. Sessão Ordinária realizada na última segunda-fera (25) sobre as pessoas que precisam de medicamentos de alto custo e muitas vezes têm dificuldades em adquiri-los pelos SUS. "É um assunto muito sério, sabemos que os vereadores recebem em seus gabinetes muitos munícipes que precisam fazer uso desse tipo de medicamento. A população pede e implora ajuda de forma até desesperada, porque esses pacientes não podem ficar sem tais medicações que custam caro e interferem diretamente na sua renda familiar", disse.

Presidente da Câmara Municipal ressaltou que o direito à saúde é constituído por lei e as medicações de alto custo devem ser fornecidas pelo Governo do Estado

A pessoa que precisa de um remédio de alto custo deve ter um laudo médico juntamente com a receita para fazer o pedido através da Secretaria da Saúde mas, em muitos casos não consegue receber o medicamento para o tratamento de saúde. "Pra conseguir uma medicação por meio do Sistema Único de Saúde não é sempre necessário entrar na justiça. Mas hoje estamos precisando entrar sim na justiça porque infelizmente o Governo do Estado de São Paulo vem deixando muito a desejar em relação ao fornecimento desses remédios no nosso município", disse Enfermeiro Alexandre.

O Presidente da Câmara fez questão de orientar toda a população para procurar ajuda jurídica em casos de demora ou negação ao fornecimento dos medicamentos de alto custo. "Caso qualquer munícipe venha precisar e não tenha êxito é necessário partir para via judicial, seja pela OAB que tem um papel importante nessas questões jurídicas, da promotoria pública e também através da Câmara Municipal de Ourinhos que está aqui para orientar e prestar todo e qualquer apoio através da nossa ouvidoria."