Comissão de Saúde tem semana intensa de trabalho buscando soluções para a questão dos medicamentos de alto custo e cirurgias

A Comissão é composta pelos vereadores Éder Mota (presidente), Raquel Spada (vice- presidente) e Latinha (membro)

21/07/2021

Os vereadores membros da Comissão Permanente de Saúde e Assistência Social tiveram dias intensos de trabalho em busca de soluções para as demandas da população. A Comissão é composta pelos vereadores Éder Mota (presidente), Raquel Spada (vice- presidente) e Latinha (membro).
 
Em encontro com o vice-governador Rodrigo Garcia foram cobradas soluções para a questão dos remédios de alto custo. “Entregamos um pedido para que o Governo do Estado agilize a entrega dos medicamentos de alto custo, pois muitos ourinhenses precisam dos remédios, mas não conseguem receber. Também cobramos agilidade nas cirurgias eletivas, pois existe uma demanda imensa de pessoas aguardando”, relatou Éder Mota.
 
Outro pedido feito pela Comissão de Saúde foi a transferência da farmácia de alto custo para o Poupatempo. “Hoje fica no Postão e seria muito melhor para a população se conseguisse retirar os medicamentos dentro do Poupatempo. Esse modelo já existe em São Bernardo do Campo e tem dado muito certo”.
 
Criação de um Centro Pós-COVID
 
Os vereadores da Comissão de Saúde também estiveram reunidos com o Secretário Municipal de Saúde, Donay Neto. “Precisamos dar respostas para nossa população, levamos muitas demandas e também pedimos que seja criado um Centro Pós-COVID, pois muitas pessoas estão tendo complicações após a doença e precisam de um atendimento especializado”.
 
“Estamos cumprindo com nosso dever e obrigação, que é ouvir as demandas da nossa população e encontrar um caminho para ajudarmos da melhor maneira possível. A saúde precisa muito da ajuda de cada um, por isso, ao invés de criticar, preferimos nos unir, só assim conseguiremos ações mais objetivas que trarão grandes resultados”, disse Éder.
 
Além de levar as demandas para o Secretário de Saúde e também ao Vice-Governador, os vereadores Eder Mota e Raquel Espada anunciaram uma conquista de R$ 300 mil para custeio da saúde, que será usado nas compras de insumos, tais como medicamentos e outras necessidades.