Câmara instala CPI para investigar e fiscalizar possíveis irregularidades na SAE

O prazo de funcionamento da Comissão será de 180 dias, prorrogáveis por igual período.

26/02/2019

O Requerimento de nº.688/2019 conta com a assinatura dos Vereadores Flávinho do Açougue, Vadinho, Salim Mattar, Carlinhos do Sindicato e Caio Lima e pede a constituição de Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI - para averiguar e fiscalizar prováveis irregularidades da SAE que envolvem questões como a constante falta de água em quase todos os bairros de Ourinhos; os valores abusivos das tarifas de água e esgoto; a possível cobrança de ar nos medidores de água e a apuração do áudio gravado de conversas entre a diretoria e funcionários durante reunião da autarquia.

Outros fatos como divergências entre cargos de confiança e cargos efetivos na SAE, a possível compra de peças de má qualidade, a falta de material e infraestrutura para os funcionários trabalharem, o fechamento de registros de regiões sem necessidade e a perseguição à funcionários efetivos que não concordam com os métodos de trabalho utilizados pela chefia deverão também ser apurados pela Comissão Parlamentar de Inquérito.

A CPI da SAE está formada por sete vereadores definidos através de sorteio durante a 4ª Sessão Ordinária, realizada na última segunda-feira (25): Carlinhos da Lambo, Ari da Autoescola, Anísio Felicetti, Alexandre Zóio, Carlinhos do Sindicato, Cido do Sindicato e Sargento Sérgio. O prazo de funcionamento da Comissão será de 180 dias, prorrogáveis por igual período.