Vereador Flavinho do Açougue quer informações sobre os valores gastos da Prefeitura com a GRPTV

Parlamentar apresentou o Requerimento nº 957/2020

21/05/2020

Durante a 16ª Sessão Ordinária, realizada na última segunda-feira (18), o vereador Flávio Luis Ambrozim “Flavinho do Açougue” fez pronunciamento sobre o Requerimento nº 957/2020, que solicita informações sobre os valores gastos com a GRPTV Ourinhos.

Segundo o parlamentar, os valores chamam a atenção. “Na semana passada, o proprietário da TV fez um programa para falar desse Requerimento e ouvi atentamente o que o apresentador disse. Achei que ele fosse dar uma explicação sobre os valores absurdos que são os gastos com essa empresa, que não tem audiência. Se fosse perguntar em qualquer bairro da cidade o que é GRPTV, ninguém sabe o que é. É uma Tv paga, um canal fechado e por mês recebe em torno de R$ 10 mil da Prefeitura”.

Flavinho fez um comparativo com outras tvs. “Em 2019, a Prefeitura gastou R$114 mil com a GRPTV e com a TV TEM R$ 23 mil. As propagandas de utilidade púbica, que precisam chegar à população, essa TV chega até os bairros? Ninguém conhece. A população não tem a menor informação sobre o que significa GRPTV”.

O vereador também ressaltou os valores exagerados gastos pela Prefeitura com a imprensa. “Quantas vezes o Prefeito quando era vereador falou sobre esse assunto e agora vem gastando mais. Segundo a matéria que saiu no jornal Negocião, a Prefeitura vai gastar em torno de R$ 6 milhões com a imprensa até o final do mandato, já gastou praticamente R$4,8 milhões. Os valores chama a atenção e o dever do vereador é fiscalizar, apresentar Requerimento e ter essas informações”.

Voltando a falar sobre a GRPTV, Flavinho mencionou as informações que está solicitando no Requerimento. “São os questionamentos: quais foram as propagandas veiculadas no referido ano? Qual o tempo e o horário de transmissão? Qual o alcance da audiência? Quantas vezes foram transmitidas cada propaganda em relação aos anúncios da Prefeitura? Qual o valor de cada anúncio? São essas informações que estou cobrando”.

Flavinho falou também sobre os demais valores gastos com a imprensa. “Em relação aos demais valores, estaremos apresentando Requerimentos para saber qual o motivo de gastar R$4,8 milhões com a imprensa, com previsão de chegar até o final do mandato a R$6 milhões. Quantas vezes o atual prefeito falou quando era vereador que os valores eram exagerados, que seria melhor investir em saúde e hoje faz tudo ao contrário. Está comprando a imprensa. Se não tem nada de errado, é só responder o Requerimento”.

Por fim, o vereador fez um comparativo com outras cidades. “Assis gastou R$ 5 mil em 2019, Ourinhos mais de R$1,2 milhão. Por que não investe na saúde?Quantas pessoas estão aguardando cirurgia eletiva. Quando iniciou o mandato eram 600 e agora são mais de 5 mil pessoas esperando. Exames, olha a fila para exames. Medicamentos hoje falam que é de responsabilidade do Estado, falam que cirurgias também é de responsabilidade do Estado, mas antes comprava-se exames, cirurgias eram realizadas. Outra questão: a segurança pública também é responsabilidade do Estado e aqui gasta-se fortunas com câmeras”.